quarta-feira, agosto 24, 2011

Da pronúncia dos ditadores

Os media nacionais, seguindo a confusão generalizada, hesitam na grafia do nome do ditador da Líbia. Não se percebem os motivos de tanta balbúrdia ortográfica. Seguindo a transliteração consagrada internacionalmente para os nomes árabes, o nome do homem no nosso alfabeto seria Qaḏḏāfī (‎Muʿammar al-Qaḏḏāfī - مُعَمَّر القَذَّافِي‎). Ou, simplificando, Qaddafi. Quando muito, respeitando a pronúncia dialectal, Gaddafi. E este até é um dos casos em que a geralmente falível e pouco fiável wikipédia até acerta. Por isso, repito: não se percebe o motivo de tanta asneira sem qualquer fundamentação aceitável, como esta (ainda assim a menos disparatada), esta, esta ou esta, aberrações sem qualificação.

2 comentários:

Rui Almeida disse...

Por q não ahl-Ckhadhaphiyh?

Tatiana Faia disse...

Na mesma linha temos o Sr. George Papandreou...