quinta-feira, maio 15, 2008

Não há pachorra

O facto de os grandes "casos" encontrados pela opinião pública e pela imprensa contra o actual governo serem minudências do género de se saber que o PM deu umas passas num avião revelam duas coisas: por um lado a pequenez mental do país em que vivemos; por outro, que apesar de toda a contestação e de um ou outro erro, este é um bom governo. Se assim não fosse não teria tanto relevo o cigarrinho do PM.

3 comentários:

Gi disse...

Só tem relevo porque o homem infringiu uma lei que ele próprio fez (vá lá, o governo dele).
Chama-se hipocrisia, se não me engano...

André disse...

O que não justifica o relevo histérico em que a coisa foi envolvida. Num país normal (excepto, talvez, os EUA e o Reino Unido), a notícia não seria sequer notícia. De qualquer forma, revela que os jornalistas que denunciaram o pecadilho primeiro-ministerial não tinham mesmo mais nada que noticiar. Enquanto não se arranjar mais nada com que atacar o PM do que as passas dadas à socapa, bem pode ele esfregar as mãos de contente: a reeleição parece garantida. Para a coisa ficar mais compostinha só falta mesmo o Santana Lopes ou a Ferreira Leite ou o Patinha Antão ganharem no PSD. Se for o outro rapaz bem parecido e inteligente, o Passos Coelho, a coisa pode fiar mais fino. Mas duvido que no PSD haja a clarividência para tal. Graças aos deuses.

Gi disse...

"rapaz bem parecido e inteligente"

LOL André, eles enganam, eles enganam...