terça-feira, dezembro 09, 2008

Não é só por isto, mas...


Anda tudo muito aflito com as dioxinas na carne de porco da Irlanda, e parece que nem as vacas escapam à crise. Quanto a mim, não estou muito preocupado. Como tenho alguma consciência e prezo a minha saúde, há muito tempo que não toco em carne de porco, a carne mais gorda, com menos proteínas e mais calórica do mercado. Quanto à de vaca, como-a, contrariado e obrigado, uma a duas vezes por mês, a mesma frequência com que como carne de aves. Faço-o contriado, porque não suporto carne, mas sei que tenho de a comer de vez em quando, porque é essencial à nossa dieta (por mais que digam os vegetarianos o contrário, sem qualquer base científica), e porque como faço ginásio não convém descurar as proteínas. Faço, portanto, uma alimentação à base de peixe e muitos vegetais. Não só por isso, mas também, perdi quase 40kg em pouco mais de 2 anos, e a cada avaliação física que faço os resultados são surpreendentemente bons para alguém a caminho dos 40. Mas isto sou eu, admito que quem gosta de enfardar nacos de gordura com carne de porco agarrada seja mais feliz. Durante menos tempo, mas mais feliz. O que é uma opção respeitável.

3 comentários:

joshua disse...

Felizes porque para além dos efeitos nefastos, há sempre o Sabor e, como queremos todos viver mais e viver bem, há que usar de moderação.

À excepção da carne de porco, gosto de de vez em quando um grosso bife mal passado. Não sou aliás o mesmo sem isso.

joshua

babel disse...

Se comer só peixe como alimento proteico, deixando para trás as delícias da carne, a versatilidade dos ovos, a loucura dos queijos, fica muito melhor servido na qualidade de proteína que ingere, traduzida por bem melhores níveis de aminoácidos essenciais. Gosto de boa carne de porco e de todas as carnes em geral. A de que gosto menos é a que é mais saudável, a de coelho. Se for bravo, ainda como. Mas não olhe para o que eu faço, olhe para o que aconselho, que é a maior das verdades.

Anónimo disse...

pois é.. hoje à tarde fui ao continente comprar carne d vaca embalada daquela mais baratinha (sou estudante e manta é curta) ..
apesar d a manta ser curta tento sempe comprar da portuguesa...ora qual não é o meu espanto qd constato q 80% da carne embalada à venda era irlandesa...
e maior foi o meu choque qd agora ouço estas noticias... será q o ti belmiro já sabia antecipadamente desta noticia e resolveu tentar vender o máximo possivel dos stocks d origem irlaNDESA?
claro q não... SHAME ON ME!!!!